Pesquisa

Não existem registos

Não existem registos

Não existem registos

Dores Menstruais

 

As Dores Menstruais ocorrem antes ou durante o período menstrual e afectam metade da população feminina em idade fértil, sendo o termo médico que as caracteriza denominado por Dismenorreia.

 

A Dismenorreia é caracterizada como primária quando os sintomas que ocorrem durante a menstruação são considerados naturais e associados à própria fisiologia do sistema reprodutor feminino.


Por outro lado é considerada secundária quando se considera que existem problemas de saúde do foro ginecológico.

 

Assim, a Dismenorreia primária é mais comum em mulheres jovens, podendo surgir com a primeira menstruação e diminuir com a idade, sendo que a Dismenorreia secundária pode surgir em qualquer período da vida da mulher em idade fértil.

 

Os sintomas da Dismenorreia apresentam-se como dores na região abdominal inferior, podendo irradiar para as costas ou para as coxas.


No caso da Dismenorreia primária existem medidas relativamente simples que podem ser postas em prática para o alívio da dor, nomeadamente:


• Suplementação de magnésio
• Suplementação de ómega 3
• Infusão de gengibre
• Suplementação de óleo de borragem ou óleo de onagra

 

Existem ainda pontos de Acupunctura específicos e muito eficazes no tratamento da Dismenorreia.

 

A Dismenorreia secundária exige medidas mais sérias. É importante perceber qual a causa da Dismenorreia, o que pode ser feito numa consulta de Medicina Quântica.

 

Quando a informação obtida aponta para um problema ginecológico mais grave, a paciente é aconselhada a fazer exames médicos mais específicos.

 

Ainda assim, o recurso à Medicina Quântica, Acupunctura, Homeopatia ou Osteopatia poderá contribuir para um diagnóstico precoce do problema e consequente tratamento.

 

Uma das características da Dismenorreia secundária é que ela não surge logo no inicio da primeira menstruação mas sim após alguns anos ou após situação de doença.

 

As causas da Dismenorreia secundária estão relacionadas com alterações estruturais ou fisiológicas do aparelho reprodutor feminino, nomeadamente:


• Alterações nos ovários
• Alterações no útero
• Endometriose
• Hímen imperfurado (ausência de orifício para sair o fluxo menstrual)
• Uso de DIU (dispositivo intra-uterino),
• Miomas
• Doença inflamatória pélvica
• Entre outras

 

Para mais informações, contacte a nossa Recepção e saiba tudo o que podemos fazer pela sua Saúde.